Image and video hosting by TinyPic
Sexta-feira, 28 de Março de 2014

PASSOS COELHO: UM POEMA E UMA ANEDOTA

Valha-nos o humor e a esperança de que as bruxas tenham razão...

PASSOS COELHO VAI À BRUXA

A vidente concentra-se, fecha os olhos e diz:
- Vejo o senhor a passar numa avenida, em carro aberto, com o povo a acenar.
Encantado, Passos Coelho, pergunta:

- E a multidão, está feliz?
- Como nunca!
- E o povo, corre atrás do carro?
- Atrás e à volta... Como loucos! A polícia até tem dificuldade em
abrir caminho.
- As pessoas, carregam bandeiras,... dísticos?
- Sim, bandeiras de Portugal e faixas com palavras de esperança.
- A sério?!... E gritam,... cantam?
- Gritam: "Agora sim!!! Agora tudo vai melhorar! "
- E eu,... como é que eu reajo?
- Não dá p'ra ver.
- Não dá para ver?!
- Não! O caixão vai fechado!...

Poema espectacular, elucidativo da realidade:
 
CORTADOR DE PROFISSÃO
 
Chamo-me Passos Coelho
Cortador de profissão
Corto ao jovem, corto ao velho,
Corto salário e pensão
Corto subsídios, reformas
Corto na Saúde e na Educação
Corto regras, leis e normas
E cago na Constituição
Corto ao escorreito e ao torto
Fecho Repartições, Tribunais
Corto bem-estar e conforto,
Corto aos filhos, corto aos pais
Corto ao público e ao privado
Aos independentes e liberais
Mas é aos agentes do Estado
Que gosto de cortar mais
Corto regalias, corto segurança
Corto direitos conquistados
Corto expectativas, esperança
Dias Santos e feriados
Corto ao polícia, ao bombeiro
Ao professor, ao soldado
Corto ao médico, ao enfermeiro
Corto ao desempregado
No corte sou viciado
A cortar sou campeão
Mas na gordura do Estado
Descansem, não corto, não.
Eu corto
a Bem da Nação. 

:
Etc e Tal às 09:06

Link do Post | Comentar
partilhar

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:


SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:

.. ..

ARQUIVOS

 

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30