Image and video hosting by TinyPic
Quarta-feira, 15 de Setembro de 2010

15 de Setembro de 2010 - FINALMENTE A REPARAÇÃO DE UMA ENORME INJUSTIÇA!

DIMAS PEREIRA FOI UM DOS HOMENAGEADOS, HOJE, NO DIA DA CIDADE, 15 DE SETEMBRO, PELA EDILIDADE SETUBALENSE
 
DIMAS SOARES LOPES PEREIRA (16/09/1921 – 03/05/2009)

Em sessão da Câmara Municipal de Setúbal, realizada no passado dia 4 do corrente mês de Agosto, foi aprovado distinguir com Medalhas Honoríficas da Cidade, e atribuídas hoje, dia 15 de Setembro, Dia de Bocage, diversas personalidades e, ainda, decidida a atribuição da Medalha de Ouro da Cidade à Instituição Vitória Futebol Clube, em ano de centenário.

Francisco "Finuras", um dos homenageados, e o filho, a serem entrevistados pela Rádio Azul, sempre presente em todos os eventos setubalenses!

 

Assim, na classe Cultura, foram hoje distinguidos Francisco Finura, Shahryar Mazgani, músico e cantor luso-iraniano, professora Lígia Figueiredo e o arquitecto David Mares. A medalha da classe cultura distingue, ainda, a título póstumo, o acordeonista Dimas Soares Lopes Pereira que se destacou como um dos fundadores do Círculo Cultural de Setúbal, como músico e, sobretudo, como resistente antifascista.
Na classe Comércio, foi atribuída Medalha de Honra ao comerciante Américo Pereira.
Na classe associativismo foi distinguido o Centro Social dos Reformados e Idosos de Setúbal.
Uma outra Medalha de Prata, na classe Paz e Liberdade, foi atribuída a título póstumo a Álvaro Rodrigues comerciante de ourivesaria e cidadão empenhado no combate à ditadura fascista e persistente defensor dos valores da Liberdade e da Democracia.

Direcção do Vitória Futebol Clube

 

Por fim, na classe Desporto, para além da referida Medalha de Ouro ao Vitória Futebol Clube, foi concedida a Medalha de Honra da Cidade, a título póstumo, ao treinador de Futebol Fernando Vaz que deixou marcas significativas no V. F. C. e na cidade. A mesma distinção contemplará Manuel Manita, figura histórica do andebol sadino e nacional e, por último, Fernando Tomé, ex-futebolista, cujo amor ao Vitória de Setúbal ninguém, de boa-fé, poderá colocar em causa.

Sendo impossível fazer referência pormenorizada a todos os distinguidos, permito-me evocar nas páginas do Blog “ETC & TAL” a figura de DIMAS PEREIRA.
Nascido a 16 de Setembro de 1921 em Quelfes, concelho de Olhão, foi viver em 1926 para Casablanca, Marrocos, com o pai, anarco-sindicalista, e aí cresceu, estudou e aprendeu a tocar acordeão. Com 21 anos de idade regressou a Portugal tendo sido, por quatro vezes, preso pela PIDE.
Enquanto acordeonista, Dimas Pereira acompanhou o amigo e cantor José Afonso no single “Viva o poder popular”, de 1975, publicado à margem dos circuitos comerciais pela LUAR, e no LP, de 1978, “Enquanto há força”.
Foi com o cantor José Afonso, Tito Lívio, jornalista e crítico teatral, e Carlos Tavares da Silva, director do Centro de Estudos Arqueológicos do Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal, que ajudou a fundar, em 1969, o Círculo Cultural de Setúbal, Instituição Cultural e de Luta que desempenhou um papel de enorme importância na defesa dos ideais da Liberdade, da Democracia e da Paz, tendo contribuído de forma muito significativa para a formação académica, intelectual e cívica de muitos que tiveram a honra de a frequentar.
Integrou, na cidade de Setúbal, os grupos musicais “Os Galés”, “Banda do Andarilho”, “D`Traz da Guarda”, “Os Amigos de Lagameças” e “Os Amigos do Kanto”.
Na noite de 10 de Outubro de 2007, um grupo extenso de amigos prestou-lhe justa e merecida homenagem com um magnífico e inesquecível espectáculo musical no Fórum Luísa Todi e no qual marcaram presença muitos artistas com destaque na cultura setubalense e nacional e ao qual assistiram um significativo número de pessoas que lotaram por completo o recinto.

As filhas de Dimas Pereira, com Fátima Lopes, Directora da Segurança Social e vereadora do Partido Socialista. Outros tempos, outra forma de sentir a Cidade, outra forma de fazer política...


Em 2008 o nome de Dimas Pereira foi proposto pelos vereadores da CDU para a atribuição da medalha de honra da cidade, proposta vetada pela oposição maioritária, constituída pelo PS e PSD.
No dia 03 de Maio de 2009, aos 87 anos, e vítima de doença súbita, faleceu este Homem de enorme dignidade, militante do PCP, Homem da cultura e dos afectos, enamorado da música e do acordeão.
Procurei com esta singela evocação trazer a alguns leitores do “ETC & TAL” um melhor conhecimento de um Homem bom, dedicado à Família e aos Amigos, extremamente solidário, amante da democracia, antifascista convicto, defensor dos bons valores e que adoptou a cidade de Setúbal como a sua terra e a ela se dedicou com imenso Amor; e aos outros um recordar de um Homem que permanecerá vivo na lembrança dos que tiveram o privilégio de com ele conviverem.

O ETC & TAL associa-se a esta justíssima homenagem a um Homem que nunca se vendeu, que sempre foi fiel, até ao fim da vida, aos seus princípios políticos, culturais e sociais. E aos seus Amigos! Na foto, um dos genros de Dimas Pereira, as suas três filhas e dois netos. Uma Família que era o orgulho do Dimas! 


É esta figura, exemplo de Homem íntegro, coerente e humanista ao longo de toda uma vida, que será sempre acarinhada e respeitada por toda a cidade de Setúbal, que se revê na pessoa e postura do Dimas Pereira, que foi prestada justa homenagem, hoje, dia 15 de Setembro, Dia da Cidade. 
Os democratas e antifascistas de Setúbal não te esquecerão, DIMAS PEREIRA. Obrigado pelo teu exemplo de vida.
 
Leonel Dias

(com ETC & TAL) 
 

Etc e Tal às 12:48

Link do Post | Comentar
partilhar

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:


SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:

ARQUIVOS

 

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30