Image and video hosting by TinyPic
Sexta-feira, 13 de Maio de 2016

A REPRESÃO JÁ COMEÇOU...E O GOVERNO SÓ TEM DOIS DIAS!

 

1 FORA TEMER.gif

A COMPOSIÇÃO DO GOVERNO TEMER É DE HOMENS, BRANCOS E SEM DIVERSIDADE

 

A cara do governo Temer já deixou nítido para a sociedade o que vem por aí: retrocesso. A foto do golpista com seus ministros não deixa dúvidas. Ela nos fez recordar um capítulo da história política que estava em vigoroso processo de superação. Agora, deu um passo largo pra trás. Falo, aqui, da representatividade.

Entre os 23 ministros de Temer, não se encontra uma mulher, ou um (a) negro (a) sequer, por exemplo. É um ministério de homens brancos e ricos: pastores, empresários, figurinhas carimbadas da corrupção. Sete deles, inclusive, são citados na operação Lava Jato. Vários outros, também, respondem a processos ou estão envolvidos em alguma investigação ligada à improbidade administrativa e desvio de verba pública.

Essa composição ministerial, entretanto, é coerente com o governo a que pertence, um governo golpista e antidemocrático. A última vez que o Brasil não teve nenhuma mulher ou pessoa negra entre seus ministros foi na Ditadura Militar. Mais precisamente, no governo do interventor Geisel. Essa semelhança, certamente, não é mera coincidência. Temer é a expressão da velha política.

A democracia, porém, é cara pra nós, assim como o projeto político popular que Dilma colocava em prática no Brasil, o único escolhido nas urnas para ser implementado até 2018. Nesse projeto, a representatividade importa.

Para um país que deseja vencer a submissão e a opressão histórica às mulheres, ter uma mulher Presidenta importa. Para as crianças e jovens negros (as), que não se identificam na TV, nos jornais e nas revistas com nenhum outro papel que não seja o de miséria e de páginas policiais, ter um (a) ministro (a) negro (a) importa. Para a juventude brasileira que tem sede e direito de intervir mais diretamente na política, ter papéis protagonistas na construção da política institucional importa. Ter políticas públicas que combatam a discriminação machista, racista e LGBTfóbicas e que promovam a inclusão importa.

Identificar-se e reconhecer-se nas pessoas que nos representam, e nas políticas que são implementadas por ela, é fundamental para a democracia representativa. Esse fator é central para que cada um e cada uma de nós possamos ver a política como um espaço que temos o direito de ocupar. Os treze anos de governos legítimos do PT nos mostraram isso: não só o governo, mas a militância que está conosco é diversa, plural e tem a cara do Brasil.

Temer, embora queira, não conseguirá mais nos convencer do contrário, de que a política é um espaço distante e fechado às minorias. Ele pode não abrir espaço para elas em seu governo ilegítimo. Mas pode estar certo de que, delas, virá profunda resistência que o impedirão de prosperar em seu projeto golpista.

 

Etc e Tal às 21:26

Link do Post | Comentar
partilhar

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:


..

TRADUTOR
TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
... Image and video hosting by TinyPic ..

..
TOTAL VISITANTES
DESDE JUNHO 2007
Web Counter
NESTE MOMENTO OBRIGADO PELA VISITA ...

BLOG BARREIRO

"A PARAGEM DO 18"

Clique na imagem

<

...

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:

... ...
.. ..

ARQUIVOS

Image and video hosting by TinyPic ..

..

-

.. Image and video hosting by TinyPic .. ...
CLIQUE AQUI:
... ...

-

 

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30