Image and video hosting by TinyPic
Sábado, 26 de Março de 2016

A DANÇA DAS CADEIRAS

 Ex-deputados, vereadores ou dirigentes locais entre os escolhidos para dirigir estruturas da Segurança Social

1 DANÇA DAS CADEIRAS.jpg

Dezenas de socialistas - que incluem dirigentes locais, ex-deputados ou vereadores em exercício - estão a ser nomeados para dirigir centros de emprego e estruturas da Segurança Social em todo o país. Nestes primeiros três meses de nomeações já foram colocados militantes do PS à frente dos centros de Beja, Évora, Santarém, Portalegre, Alentejo Litoral ou Alto Tâmega. O governo garante ao DN que a competência foi o critério.

Até agora, de acordo com as publicações em Diário da República, há pelo menos 12 casos em estruturas de emprego. A dança das cadeiras na administração direta e indireta do Estado é comum quando muda o governo e já tinha acontecido há quatro anos com o executivo de Passos Coelho.
Mas vamos aos rostos. Em Beja, por exemplo, para Centro de Emprego e Formação Profissional de Beja da Delegação foi nomeado um diretor (Fernando Romba), que já foi vereador do PS e é deputado municipal na câmara de Ourique. O mesmo aconteceu com três diretores adjuntos (Marco Rego, Noel Farinho, José Nobre de Brito) todos representantes do PS em órgãos autárquicos da região.

No centro de Portalegre, a diretora escolhida foi uma ex-deputada do PS, Sandra Sias Cardoso, que terá como diretor-adjunto João Realinho, que integrou a lista do PS nas Europeias de 2009.
Para o centro do Alentejo Litoral, a tutela escolheu Clarisse s Campos - que já foi a candidata a deputada pelo PS em Setúbal e ao PS/Alcácer do Sal - como diretora adjunta.

Em Évora, o diretor do centro de emprego nomeado foi um antigo vereador do PS em Estremoz (José Carvalho Ramalho.

Também para dirigir o centro de emprego de Santarém foi escolhido um deputado municipal do PS na autarquia scalabitana, Renato Bento. Na Delegação Regional do Norte, Nuno Rodrigues - que é deputado municipal socialista em Chaves - assumiu as funções de coordenador do Núcleo de Promoção e Acompanhamento do centro do Alto Tâmega.

Há ainda mais casos na órbita do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). Exemplo disso é Fernando Catarino José, antigo vereador e dirigente distrital do PS, que foi nomeado subdiretor da direção-geral do Emprego e das Relações de Trabalho e Sandra Dias, antiga candidata a vereadora à câmara de Abrantes pelo PS, que foi nomeada subdelegada regional de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP.

Questionado pelo DN, o Ministério do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, garante que "os critérios utilizados em escolhas para cargos dirigentes são os da competência técnica, do perfil para tais funções e da capacidade para interpretar as novas orientações das políticas públicas." E acrescenta ainda que "a filiação partidária não foi nem será um desses critérios."

O gabinete do ministro José António Vieira da Silva garante ainda que "os novos dirigentes têm experiência e competências para o exercício das funções para as quais foram nomeados e uma vasta maioria tem mesmo experiência profissional nos organismos em causa".

Além disso, o governo sugere que as nomeações não são definitivas, ainda tendo de passar pelo crivo da CReSAP ( Comissão de recrutamento e seleção para a administração pública): "Todas as alterações se enquadram no âmbito da legislação em em vigor, sendo que no cumprimento da mesma a CReSAP abrirá os respetivos procedimentos concursais."

Mais socialistas, o mesmo ministério: Segurança Social

No próprio conselho diretivo do IEFP, o governo manteve o presidente (Jorge Gaspar, militante do PSD), mas nomeou três pessoas da confiança do PS para o rodearem: Paulo Feliciano, Catarina Campos e Ana Coelho.

Ainda dentro do mesmo ministério, o governo nomeou como presidente Instituto de Informática da Segurança Social uma antiga assistente técnica de um governo PS (Paula Salgado) e como vice-presidente o ex-deputado João Sequeira. Neste caso, o gabinete de Vieira da Silva lembra que "à data da nomeação do governo [o instituto] não tinha presidente em funções, tornando-se urgente a nomeação de titular a fim de garantir o normal funcionamento do Instituto".

Além disso, foram ainda nomeados para a administração do INATEL três socialistas: Francisco Madelino - mandatário distrital do PS em Santarém nas legislativas e presidente do IEFP durante os últimos governos socialistas - para presidente e ainda a ex-deputada do PS Inês de Medeiros e um antigo vice-presidente da câmara de Ourém (pelo PS), José Alho. A administração tem, no entanto, um antigo deputado municipal do PSD, Álvaro Sousa Carneiro.

Equilíbrio na SCML: Centrãopolítico representado

Já no caso da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a maioria da administração mantém-se social-democrata, sendo presidida pelo antigo primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes, a sua antiga vereadora na câmara em Lisboa, Helena Lopes da Costa e Ricardo Alves Gomes, que se desfiliou do PSD nos tempos de Marques Mendes. Apesar disso - na negociação com Santana - o governo de Costa conseguiu colocar duas pessoas próximas do PS na SCML: Edmundo Martinho, presidente do Instituto da Segurança Social durante governos PS e Sérgio Cintra, homem próximo de Costa em Lisboa (presidiu à Gebalis) e dirigente do PS/Lisboa.

Ainda o CCB, Serralves, o Turismo e a Justiça

Na cultura, o caso mais polémico foi o afastamento de António Lamas da presidência do CCB. Para o seu lugar foi um antigo secretário de Estado da Cultura em governos PS, Elísio Summavielle. Já a norte, também na área da cultura, a antiga ministra da cultura do PS, Isabel Pires de Lima foi nomeada, mas houve equilíbrio no centrão: José Pacheco Pereira (PSD) e António Pires de Lima (CDS) também foram nomeados.

Nestes primeiros meses há outras áreas para onde vão sendo nomeados socialistas. Para presidente do Turismo de Portugal, Turismo de Portugal, I.P. foi escolhido Luís Pestana Araújo, que foi chefe de gabinete do secretário de Estado Turismo durante um dos governos de Sócrates. Na área da justiça, para subdiretor-geral da Administração da Justiça, foi nomeado um antigo assessor parlamentar do PS: André Campante Ferreira.

(Miguel A.Lopes/Lusa)

Etc e Tal às 18:22

Link do Post | Comentar
partilhar

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:


..

TRADUTOR
TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
... Image and video hosting by TinyPic ..

..
TOTAL VISITANTES
DESDE JUNHO 2007
Web Counter
NESTE MOMENTO OBRIGADO PELA VISITA ...

BLOG BARREIRO

"A PARAGEM DO 18"

Clique na imagem

<

...

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:

... ...
.. ..

ARQUIVOS

Image and video hosting by TinyPic ..

..

-

.. Image and video hosting by TinyPic .. ...
CLIQUE AQUI:
... ...

-

 

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30