Image and video hosting by TinyPic
Domingo, 6 de Outubro de 2013

MAIS DO MESMO

Em Setúbal, no PS, com a candidatura de João Ribeiro, estabeleceu-se uma certa euforia política que os resultados de 29 de Setembro se encarregaram de diminuir, balizando-os embora, com a consolação do Partido Socialista ter tido, a nível nacional, uma forte e indiscutível vitória.
Na nossa cidade e concelho é facto aceite que a política é marcada pela identidade individual, em detrimento da partidária, com o eleitorado votante, mesmo assim, a castigar o governo, particularmente o partido ou os partidos que o suportam, e não raras vezes a votar sem sequer equacionar as consequências que ficarão para o futuro dos filhos e netos. Há, ainda que ténues, sinais de cansaço e descrença partidária, pressentidos inúmeras vezes durante as ações de campanha e no contato direto e pessoal com os cidadãos, daí uma das razões para a abstenção altíssima e fora dos parâmetros nacionais que, em última análise, traduz o desinteresse e a descrença na classe política que temos, mantendo embora a tendência natural de, em períodos conturbados, votar na chamada “esquerda vermelha”, erradamente considerada como alternativa popular. Penso que a ‘vitória´ da CDU, em Setúbal, se deve mais a estas razões do que a mérito próprio dos candidatos, alguns dos quais nem para diretores de grupos excursionistas serviriam… 

Muito provavelmente, a partir de agora, iremos assistir a erupções de demagogia saloia. saídas da coligação que ganhou a câmara, a muitas promessas de obras e a obras megalómanas e desnecessárias e á repetição de equipamentos culturais de que a esmagadora maioria da população não desfruta, enquanto os problemas sérios da cidade se vão manter e agudizar, como prédios em ruínas ornamentando a cidade, ruas e passeios esburacados, falta de video-vigilância para sossego de transeuntes e comerciantes, desemprego, miséria social, de entre outras carências. Vamos certamente assistir ao reforço da implementação de mais superfícies comerciais, á falta de estacionamento gratuito e á construção de silos de estacionamento subterrâneos pagos, como se pretende fazer na Av. Luísa Todi e á reinauguração apressada de antigos jardins… Não é displicente a ideia de se adquirir, com dinheiros comunitários ou outros, a fortaleza de S. Filipe, para lá se fazer uma escola de descascadores de batata…
Enfim, mais quatro anos do mesmo, com os mesmos protagonistas, alguns com caras diferentes. E nós, infelizmente, a ver passar as oportunidades de investimento sustentável, de progresso e de afirmação da cidade! Até quando, gentes de Setúbal e de Azeitão?!
Fernando Manuel Pereira

:
Etc e Tal às 10:33

Link do Post | Comentar
partilhar

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:


..

TRADUTOR
TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
... Image and video hosting by TinyPic ..

..
TOTAL VISITANTES
DESDE JUNHO 2007
Web Counter
NESTE MOMENTO OBRIGADO PELA VISITA ...

BLOG BARREIRO

"A PARAGEM DO 18"

Clique na imagem

<

...

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:

... ...
.. ..

ARQUIVOS

Image and video hosting by TinyPic ..

..

-

.. Image and video hosting by TinyPic .. ...
CLIQUE AQUI:
... ...

-

 

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30