Image and video hosting by TinyPic
Segunda-feira, 15 de Julho de 2013

CONCERTO DE TRIBUTO A ZECA AFONSO

 CONCERTO DE TRIBUTO A ZECA AFONSO

50 ANOS DE “OS VAMPIROS” (1963/2013)

 A Associação José Afonso (AJA) e a Reitoria da Universidade de Lisboa promovem, com o apoio do SPGL, no próximo dia 20 de julho, um concerto assinalando os 50 anos da primeira edição de OS VAMPIROS.

 O concerto evocativo dos 50 anos de OS VAMPIROS realiza-se na Aula Magna, em Lisboa, pelas 21h, e conta com a participação de uma dezena de artistas que juntam as vozes para comemorar José Afonso e lembrar o emblemático refrão “Eles comem tudo, eles comem tudo/ eles comem tudo e não deixam nada”.

Em palco estarão os músicos Rogério Pires, Sérgio Caldeira, Pedro Syroh, o poeta José Fanha, o grupo Ensemble VOCT, Rui Pato, João Afonso, Manuel Freire, Luis Pastor, Lourdes Guerra, Pedro Fragoso e Francisco Fanhais.

 

Notas biográficas:


José Fanha é poeta, divulgador de poesia e declamador. Como tal, desde 1969, participou em milhares de sessões de animação cultural, acompanhando o grupo dos chamados baladeiros ou cantores de protesto, entre os quais José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Francisco Fanhais e Manuel Freire.

 

O Ensemble VOCT é um grupo vocal, à capela, composto por oito cantores com formação clássica.

 

Rui Pato acompanhou, à viola, José Afonso na primeira versão de “Os Vampiros”, em 1963. Médico de profissão, foi parceiro de Adriano Correia de Oliveira acompanhando em inúmeros concertos e gravações, é uma referência do Fado de Coimbra.

 

João Afonso colheu influências da música urbana africana e da música popular portuguesa, esta última pela influência do seu tio materno, Zeca Afonso. A sua colaboração em Maio Maduro Maio (1994), em parceria com José Mário Branco e Amélia Muge, valeu-lhe a atribuição do Prémio José Afonso da Câmara Municipal da Amadora.

 

Manuel Freire estreou-se na música em 1968. Um ano depois, ao participar no programa de televisão “Zip-Zip”, cantou o poema de António Gedeão “Pedra Filosofal”, que o popularizou e cuja interpretação lhe valeria o Prémio da Imprensa desse ano. É o Presidente da Assembleia Geral da AJA.

 

Luis Pastor é cantor, poeta, músico e compositor. Natural de Cáceres (Espanha) tem atualmente 20 discos editados e já compôs para cantores como Cesária Évora e João Afonso. Apresenta-se acompanhado de Lourdes Guerra, divulgando o seu último trabalho “?QUÉ FUE DE LOS CANTAUTORES?”.

 

Pedro Fragoso é professor e músico. Integra o grupo “Ronda dos Quatro Caminhos”. Tem colaborado com a AJA na direção de palco e tocado ao vivo com Francisco Fanhais.

 

Francisco Fanhais, intérprete de música portuguesa de intervenção colaborou, juntamente com José Afonso e outros cantores, nas campanhas de dinamização cultural do MFA. Foi um dos quatro elementos que, em França, participaram na gravação de “Grândola”. Editou, entre outros, os discos “Cantilenas” (1969) e “Canções da Cidade Nova” (1970). É o Presidente da Direção da AJA.

 

Contactos: associacaojoseafonso@gmail.com 

ou pelo telefone: 265 236 168

:
Etc e Tal às 12:11

Link do Post | Comentar
partilhar

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:


..

TRADUTOR
TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
... Image and video hosting by TinyPic ..

..
TOTAL VISITANTES
DESDE JUNHO 2007
Web Counter
NESTE MOMENTO OBRIGADO PELA VISITA ...

BLOG BARREIRO

"A PARAGEM DO 18"

Clique na imagem

<

...

SETÚBAL E ARREDORES - Cláudio Fernando:

... ...
.. ..

ARQUIVOS

Image and video hosting by TinyPic ..

..

-

.. Image and video hosting by TinyPic .. ...
CLIQUE AQUI:
... ...

-

 

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30